DIRETORA TÉCNICA MÉDICA:
DRA.MARIUTZKA ZADINELLO
CREMESC 9562 RQE 12418

Sangramentos no inicio da gravidez: o que fazer?


 Dra. Margel Pivetta Cantarelli

Ginecologista e Obstetra

CREMESC 23391  RQE 19284

 

No início da gravidez (primeiros 3 meses) é muito comum que haja  pequenos sangramentos vaginais, e nem sempre isso é um perigo ou sinal da alerta de que algo não está indo bem.

Mas é claro, todo e qualquer quantidade de sangramento causa um estado de muita preocupação em toda gestante!

Por isso, precisamos entender por que esses sangramentos no início da gestação podem ser normais!

 

Por que sangrar pode ser normal?

1° motivo: quando o embrião começa a se implantar nas camadas do útero pode haver pequenos sangramentos , isso pelo processo de implantação do mesmo.

2° motivo: colo do útero da grávida, é mais sensível e vascularizado (ou seja, tem mais vasos sanguíneos ali) então algumas vezes o sangramento não é de dentro do útero, e sim na parte de fora: do colo uterino. Por exemplo, sangramentos que ocorrem após a relação sexual nos fazem a pensar muito nisso.

 

Quando devo me preocupar? 

Quando existirem outros sinais de alerta de que o sangramento possa ser algo a mais que esses pequenos sangramentos que falamos acima.

 

Quais são estes sinais de alerta?

- sangramento intenso, vermelho vivo, que encharca a roupa.

- sangramento acompanhado de dores cólicas, mal estar ou febre.

- sangramentos pequenos ou moderados que ocorrem diversas vezes.

 

E quando devo fazer uma ultrassonografia?

Lembre-se, o ultrassom é um exame complementar que pode nos ajudar muito quando bem indicado, mas não substitui a avaliação clínica com seu obstetra.

1.  se você teve sangramentos pequenos, tipo borra de café, pequena quantidade, não se desespere, contacte seu obstetra e talvez seja interessante fazer uma ultrassonografia agendada, sem emergência.

 

2. caso o seu sangramento tenha algum dos SINAIS DE ALERTA que falamos acima procure uma emergência, lá será realizado o exame clínico, o toque vaginal (para verificar se o colo do útero está bem fechado) e , se necessário, será feito um exame de ultrassonografia.

 

Ficou com alguma dúvida? Pergunte ao seu obstetra!